Skip to main content

Contação de Histórias: para ficar na memória

Especial_ClienteSA_Storytelling_Jose_Ricardo_Noronha

É com enorme honra que compartilho com todos vocês uma entrevista minha à ótima Revista Cliente SA com dicas preciosas sobre a arte do “storytelling“.

Contar histórias aos clientes é a chance de se mostrar de forma diferente

É aparente que todo dia aumenta o desafio das empresas em se diferenciarem no mercado. Também é sabido que o cliente não é mais o mesmo e deseja ser encantado de formas diferentes. Fatores que poderiam chamar sua atenção antigamente, como preço, já não conquistam da mesma forma. Agora, ele deseja proximidade, exclusividade e qualidade. Dessa maneira, as empresas estão buscando se diferenciar pela experiência de consumo. E uma opção tem sido com o storytelling. “A ´contação de histórias´ é uma das mais importantes técnicas hoje utilizadas por empresas e profissionais para se diferenciarem em um mercado cada vez mais caracterizado por organizações, produtos e serviços incrivelmente similares e, muitas vezes, rigorosamente iguais”, afirma José Ricardo Noronha, especialista em vendas.
Segundo ele, se nos basearmos nas definições de persuasão ditas por Aristóteles, o grande segredo dessa estratégia está exatamente no fator páthos – que significa convencer o público por meio da emoção e paixão, uma vez que as empresas devem, com ela, criar histórias memoráveis, comoventes e que sejam capazes de se conectar de forma mais profunda com o cliente. Em razão da possibilidade de fornecer experiências positivas por meio das narrativas, Noronha explica que o cliente acaba criando laços mais fortes com a empresa, por conta da identificação e pode, até mesmo, engajar-se mais à causa dela. “Vendemos todos os dias. Vendemos nossas ideias, soluções, habilidades e a nós mesmos”, complementa. “Em mercados mais desafiadores, o storytelling ganha cada vez mais espaço como uma nova e valorosa competência, pois, ao final do dia, todos estão interessados em ouvir boas histórias.” Além de diferencial competitivo, essa é uma ferramenta que se torna difícil de ser copiada, pois cada negócio possui a sua história e é necessário, ainda, uma certa habilidade para construí-la, estando ligada à preparação dos profissionais elencados a fazer o discurso ao cliente.
Mas, para que a narrativa tenha sucesso e atinja o cliente, ela deve ser, antes de tudo, verdadeira, convincente e marcante. Afinal, como aponta o especialista, vivemos na era da recomendação. “Nunca foi tão fundamental quanto agora oferecer experiências inesquecíveis aos nossos clientes, algo que só é possível quando superamos suas expectativas e quando verdadeiramente encantamos.” Noronha ainda cita como exemplo a Disney, que tem um dos casos de storytelling mais famosos, por justamente criar histórias que são compartilhadas milhões de vezes pelo clientes que já são fãs da marca.
Acima de tudo, uma boa história contada ao cliente não pode faltar: paixão, preparação, ouvidos atentos, tecnologia, bom humor e dramatização e linguagem. “Não tenha receio de pedir ao seu cliente que compartilhe as histórias de sucesso advindas dos resultados obtidos por meio da utilização dos produtos, serviços e soluções com amigos, familiares e grupos associativos dos quais façam parte, principalmente através das redes sociais”, adiciona Noronha. E ressalta: “fuja das histórias falsas e que escorregam na ética! Foque todos os seus melhores esforços na criação de histórias inspiradores, verdadeiras e inesquecíveis!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você Vai Continuar
Torrando Dinheiro com
Treinamentos e Palestras?

Baixe agora o eBook rápido de alto impacto com
5 dicas preciosas para não torrar dinheiro com
treinamentos desconectados da sua realidade.

Você está a UM PASSO de baixar
seu exemplar do eBook!

Deixe seu nome e seu melhor e-mail
para receber o link de download.