Skip to main content
quality-control-1257235_1920

Em vendas consultivas, qualidade é ou não diferencial competitivo?

Em um dos mais profundos e reflexivos episódios do Podcast “PPV Show” eu te faço uma super provocação em torno do quanto a qualidade do seu produto ou do seu serviço é ou não um diferencial competitivo especialmente no mundo das vendas consultivas de alta performance.

Esteja com a cabeça aberta e se prepare para 20 minutos que podem (e vão) provocar uma verdadeira revolução na forma com que você tem abordado seus clientes e mercados alvo.

Clique aqui para ouvir no Apple Podcasts ou na plataforma de sua preferência (links logo abaixo) e reflita profundamente sobre tudo o que eu vou compartilhar com você.

Gostou? Curta, comente e compartilhe.

Boas Vendas!

José Ricardo Noronha | www.paixãoporvendas.com.br | www.minimbadevendas.com.br


Acompanhe-me nas redes sociais:  LinkedIn | Instagram | Twitter | YouTube | Facebook

Podcast “Paixão por Vendas Show”: Spotify | Soundcloud | Apple Podcasts | Deezer

Cadastre-se para receber materiais grátis em seu e-mail: www.josericardonoronha.com.br

Palestras e Treinamentos Memoráveis: vendas@josericardonoronha.com.br

Soluções de Treinamento para o Mercado Jurídico: www.ppvlaw.com.br

Confira a incrível solução em EAD: Universidade das Vendas

Target audience, marketing segmentation, customers care, labour market, customer relationship management (CRM) and team building concepts.

Definição do Cliente Alvo: eis aqui a gênese do sucesso ou do fracasso de muitas empresas

Quanto mais aprofundamos conhecimentos sobre o cada vez mais desafiador e complexo mundo das vendas consultivas de alta performance, mais nos fica claro que um dos maiores e mais importantes fatores de sucesso ou de fracasso de empresas dos mais diversos portes e indústria está na sua capacidade ou incapacidade de bem definir quem é o “cliente alvo” ou “cliente ideal” que a empresa deve se dedicar.

Ainda que já tenhamos comprovações científicas e práticas das mais variadas e confiáveis fontes de que especialmente no mundo das vendas B2B as vendas de maior rentabilidade para as nossas empresas – e que consequentemente as que geram mais valor para os nossos mais importantes clientes – vêm de um grupo menor de clientes, muitos líderes ainda encontram uma enorme dificuldade de bem definir quem de fato são os clientes “target” para as suas empresas.

Quantas não são as empresas e líderes que conhecemos que cobram de suas equipes que partam para o “ataque” tendo por alvo todas e quaisquer empresas que possam absorver seus respectivos produtos, serviços e soluções. Ao fazer isso, eles estão incorrendo em um erro estratégico que pode simplesmente colocar toda a tão necessária boa execução da empresa em enorme risco, exatamente pela dificuldade de entendimento por parte das equipes de venda sobre quais são efetivamente os critérios e métricas que devem levar em consideração para a definição de eles irão concentrar seus melhores esforços, recursos e o seu cada vez mais precioso e raro tempo dedicado às crucias atividades de prospecção.

E este enorme desafio se acentua ainda mais quando falamos em empresas e empreendimentos de menor porte e pouco conhecidos, onde os empreendedores mesmo munidos de boas ideias e recursos financeiros acabam por ver suas estratégias não vingarem exatamente pela sua incapacidade de bem definir seus clientes chave antes mesmo de definir as melhores, mais eficazes e inteligentes formas de prospecção para seus negócios.

E só se pode falar em prospecção inteligente em vendas B2B quando se tem de forma cristalina na cabeça de todos os líderes e profissionais de vendas da empresa a definição clara de quem é e tão importante quanto, quem não é o cliente ideal da empresa.

Pare você mesmo e pense: quantos são os clientes que você tem aí em sua empresa com margens muito abaixo das consideradas ideais para a manutenção de uma relação “ganha ganha” e que só lhe têm sugado seu já escasso tempo, recursos e a sua energia.

E continuo aqui a lhe provocar: agora pare e pense quantos não são os seus bons clientes que você tem absoluta consciência de que eles ainda têm um enorme potencial a ser explorado em termos de incorporar novos produtos, serviços e soluções da sua empresa e que não o fazem exatamente em virtude do fato de você não ter o tempo tão necessário para se fazer mais presente no dia a dia destes bons clientes.

Não por acaso sempre dizemos tanto nos treinamentos da Paixão por Vendas quanto nos da PPV Law que “quando gastamos tempo no cliente errado, deixamos de investir tempo no cliente certo”. Outro ponto que sempre abordamos com nossos clientes, desde os gigantes globais até empresas nacionais de menor porte é a diferença fundamental que divide os compradores “transacionais” dos compradores “consultivos”. Se de um lado compradores transacionais têm uma visão de mais curto prazo, do lado dos compradores consultivos eles têm uma visão mais de longo prazo. Se do lado dos transacionais se percebe uma maior preocupação com o custo, do lado dos consultivos ainda há a busca pela majoração do valor que seus produtos e serviços podem trazer aos negócios deles.

Os brilhantes Professores Frank Cespedes (da prestigiada Universidade de Harvard e que inclusive foi meu Professor), James Dougherty e Ben Skinner III nos brindam com várias informações incrivelmente úteis à boa definição dos clientes alvo das nossas empresas em seu excelente artigo “How to identify the best customers for your business” (em tradução livre: “Como identificar os melhores clientes para o seu negócio”) publicado pelo MIT Sloan Management Review.

Para te ajudar a refletir ainda melhor sobre este assunto tão crucial e caro ao sucesso do seu negócio, eu compartilho um quadro construído a partir do artigo acima referido e que tenho certeza lhe será de enorme valia em suas discussões com seus pares, líderes e liderados para você promover uma profunda transformação em seu negócio sempre com foco visceral no incremento da produtividade, dos resultados e com uma visão clara de alta performance: clique aqui e baixe este quadro.

Portanto, se você é líder aí em sua empresa busque a partir de agora repensar sobre o “cliente alvo” da sua empresa, pois o sucesso ou fracasso do seu negócio está intimamente ligado a este ponto.

Como sempre, ficarei mega feliz mesmo em receber seu feedback e insights sobre este tema tão fundamental para o sucesso no mundo das vendas complexas.

Boas Vendas!

José Ricardo Noronha | www.paixãoporvendas.com.br | www.minimbadevendas.com.br


Acompanhe-me nas redes sociais:  LinkedIn | Instagram | Twitter | YouTube | Facebook

Podcast “Paixão por Vendas Show”: Spotify | Soundcloud | Apple Podcasts | Deezer

Cadastre-se para receber materiais grátis em seu e-mail: www.josericardonoronha.com.br

Palestras e Treinamentos Memoráveis: vendas@josericardonoronha.com.br

Soluções de Treinamento para o Mercado Jurídico: www.ppvlaw.com.br

Confira a incrível solução em EAD: Universidade das Vendas

businessman climbing on ladder and drawing  chart

O que é o “Mini MBA de Vendas” da Paixão por Vendas?

Conheça um pouco mais sobre o “Mini MBA de Vendas” da Paixão por Vendas | PPV Law e entenda como esta solução intensiva e customizada de aprendizagem corporativa de vendas consultivas de alta performance pode alavancar as vendas, resultados, performance e produtividade do seu time de vendas.

Conte conosco para te ajudar a vender mais, melhor e com muito mais técnica e paixão!

Boas Vendas!

José Ricardo Noronhajosericardo@paixaoporvendas.com.br

Bruno Strunz | bruno@paixaoporvendas.com.br

vendas consultivas de alta performance

Vendas Consultivas de Alta Performance: o que há de “novo” neste mundo incrível?

Em nossas andanças pelo Brasil, a questão sobre o que há de novo em vendas consultivas de alta performance é, invariavelmente, uma das principais indagações e questionamentos dos profissionais de vendas que temos a honra de ajudar e servir na Paixão por Vendas e na PPV Law.

Penso que você vai concordar que vivemos tempos de aceleradas mudanças no mundo das vendas de maior complexidade. De um lado, temos clientes cada vez mais informados, exigentes, céticos e que compram por consenso, muito em virtude dos aspectos ligados à mitigação de riscos e às novas regras de conformidade (“compliance”) que boa parte das empresas já implantou.

De outro lado, temos concorrentes muito melhores, mais agressivos e com ofertas de produtos e serviços muito similares, quando não rigorosamente iguais aos olhos do cliente. O que causa o tão temido fenômeno da Comoditização, quando o cliente não vê diferença entre nossos produtos e serviços com os dos nossos competidores, eles compram de quem a eles apresentar o menor preço.

Se você se identificou com o quadro acima, este provocativo artigo é para você!

Vendas consultivas de alta performance: é necessário passar por uma autoavaliação

Sim, o mundo mudou. Sim, o perfil dos clientes mudou. Sim, as condições de mercado mudaram. Sim, o mercado está muito mais complexo e desafiador. E sim, diante de tamanhas mudanças, esta é a hora mais apropriada para refletir se você também mudou.

A provocação positiva que aqui apresentamos é muito pertinente. Diante de tantas mudanças (muitas delas até disruptivas em vários mercados), nunca foi tão fundamental quanto agora você revisitar o seu próprio repertório de técnicas, habilidades, conhecimentos, comportamentos e atitudes de vendas para entender o que é preciso deixar para trás, incrementar e incorporar, em termos de novas ferramentas, que te permitam se destacar neste mundo bastante complexo e desafiador. Mas, igualmente recheado de incríveis oportunidades aos profissionais bem preparados.

E, para te ajudar nesta fascinante jornada de reflexão, compartilho, a partir de agora, uma série de pontos sobre este tal “novo” mundo das Vendas Consultivas de Alta Performance:

1) Vendas consultivas de alta performance: foco “no” e “do” cliente

Nunca se falou tanto nisso, não é mesmo? No entanto, vamos à realidade: muitos dizem ter, poucos têm e muitos clientes amariam se relacionar com fornecedores que, de fato, sejam a eles orientados.

Portanto, temos aqui uma oportunidade singular de repensar, de verdade, nosso posicionamento no mercado. E questionarmos se ainda não estamos falando excessivamente de nós mesmos e de quão grandiosos são nossos produtos, serviços e empresas, em vez de entendermos melhor os reais desafios e necessidades dos nossos clientes, potenciais clientes e mercados alvo, para somente depois disso customizar nosso discurso de vendas para que ele seja o mais aderente aos objetivos estratégicos deles e não aos nossos. Isso é foco no e do cliente. O resto é conversa fiada.

2) Vendas consultivas de alta performance: “status quo

Para se destacar no mundo das Vendas B2B é preciso tirar o cliente da zona de conforto, ao trazer à mesa novos e provocativos insights que instiguem positivamente o cliente a pensar sobre suas próprias necessidades, desafios e problemas, sob um novo prisma e perspectiva.

Não por acaso, o livro “A Venda Desafiadora” ganha cada vez mais destaque dentre as obras que têm impulsionado as grandes mudanças e a construção de excelentes resultados no mundo das vendas B2B.

Só que, antes disso, tem um passo ainda mais importante. Antes de tirarmos o cliente da tal “zona de conforto”, muitas vezes caracterizada pela frieza que eles nos tratam ao direcionarem seus processos de tomada de decisão muito mais pela questão “preço” do que do “valor” das nossas ofertas, é preciso que nós, profissionais e líderes de vendas, saiamos das nossas próprias zonas de conforto.

E, para que isso aconteça neste mundo das vendas desafiadoras, é preciso se preparar muito mais. É necessário focar nossas energias nos clientes mais prioritários e estratégicos aos nossos negócios. E é preciso se fazer ainda mais presente diante destes clientes.

Porque quando não nos fazemos presentes em nossos clientes “target“, abrimos um flanco perigosíssimo para nossos competidores. Concorda comigo?

3) Vendas consultivas de alta performance: “soft skills vs hard skills

Aos olhos do cliente e do mercado como um todo, está cada vez mais cristalino que será mais difícil criar e sustentar os tais “diferenciais competitivos” das nossas empresas, únicas e tão somente orientadas às competências e habilidades técnico-funcionais, ou às chamadas “hard skills” dos nossos profissionais.

Para se destacar no mundo das vendas complexas, é crucial incrementarmos, de forma consciente e célere, as nossas habilidades sociocomportamentais (as chamadas “soft skills“), com especial ênfase à nossa capacidade de resolver problemas complexos, ao pensamento crítico, à criatividade, ao relacionamento interpessoal e à inteligência emocional (conforme nos brinda o excelente relatório “The Future of Jobs” do WEF – World Economic Forum).

Aliás, antes de você se zangar comigo, é importante reforçar: as “hard skills” não deixaram de ser importantes. Elas passaram a ser condição “sine qua non” de existência. Ou você e seus pares as têm, ou vocês estão fora do mercado. Desta forma, a combinação de sólidas “hard skills” com o maior domínio das “soft skills“, passa a ser cada vez mais um instrumento poderoso de diferenciação competitiva.

Vendas consultivas de alta performance: conclusão

Infame eu seria se lhe dissesse que as mudanças requeridas em torno de cada um dos abrangentes tópicos acima são de fácil implementação. Muito pelo contrário. Elas exigem de você, dos seus pares, dos seus líderes e dos seus liderados, mudanças expressivas na forma com que pensam sobre seus próprios negócios, na forma com que se relacionam com seus mercados, na forma com que buscam criar seu tão sonhado “Oceano Azul”, na forma com que buscam se diferenciar dos seus bons concorrentes e, especialmente, na forma com que você enxerga o mercado de vendas consultivas de alta performance.

O que é certo dizer é que, neste “novo” mundo das vendas consultivas, é preciso, de fato, ter novos comportamentos, novas atitudes e adotar um novo e aberto mindset que nos permita expandir rapidamente a nossa capacidade de gerarmos ainda mais valor aos nossos clientes e aos nossos mercados, com provocações e insights positivos. E esta mudança começa necessariamente por você! Ou mudamos, ou ficamos para trás!

Como sempre, ficarei muito honrado mesmo com suas contribuições, questionamentos, críticas e insights sobre este mais novo artigo que condensa muito do que temos falado nos nossos Treinamentos e Workshops, nas maiores e melhores empresas do Brasil e do mundo que, como você e eu temos buscado, de forma proativa, prepararem-se bem para se destacar nestes tempos de maior complexidade e também de oportunidades incríveis a quem tem a humildade de mudar e focar seus melhores esforços em seus clientes chave e mercados-alvo.

Sejamos humildes! Mudemos!

Autor:

José Ricardo Noronha

É vendedor, palestrante, professor, escritor, consultor e fundador da Paixão por Vendas. Tem como sonho e missão transformar a carreira e a vida de milhares de profissionais e os resultados de vendas de empresas, por meio do compartilhamento de lições, experiências, dicas e da sua própria história de superação pessoal.

Formou-se em Direito pela PUC/SP e tem MBA Executivo Internacional pela FIA/USP. Possui especialização em Marketing, Empreendedorismo, Empreendedorismo Social e Vendas pela Vanderbilt University (Owen Graduate School of Management). É professor nos Programas de MBA da FIA e do Programa de Educação Continuada do Corretor de Imóveis do CRECI/SP.

Escreveu os livros “Vendedores Vencedores” e “Vendas. Como eu faço?”, que contam com a participação de experts como Gustavo Cerbasi, Robert Wong, Eugenio Mussak, Raul e James Hunter, entre outros. É considerado um dos 5 maiores palestrantes e professores de vendas do Brasil.

Conheça nossas soluções: Parceria Anual Palestras


Acompanhe-me nas redes sociais: Facebook | LinkedIn | Twitter | Instagram | YouTube

Cadastre-se para receber materiais grátis em seu e-mail: www.josericardonoronha.com.br

Conheça a minha consultoria e as soluções que oferecemos: Paixão por Vendas

E-mail da minha equipe comercial: vendas@paixaoporvendas.com.br

Confira a incrível solução em EAD: Universidade das Vendas

 

Smart goal setting of business concept

Metas medrosas ou agressivas? Será que você Líder tem acertado ao estabelecê-las?

No mais novo episódio do Podcast PPV Show, eu provoco você líder que, dentre as suas responsabilidades, precisa estabelecer as metas e objetivos estratégicos da sua empresa a refletir se você não tem se equivocado na hora de estabelecer suas metas de vendas que idealmente devem ser Metas SMART.

Se de um lado vemos muitas empresas e líderes adotando posturas mais “conversadoras”, de outro vemos também líderes que estabelecem metas não atingíveis e excessivamente agressivas e que acabam por desestimular seus profissionais na busca e idealmente na superação das suas metas.

Em pouco mais de 10 minutos eu vou dividir com você os elementos essenciais das chamadas Metas SMART e alguns insights que tenho certeza lhe ajudarão e muito no processo mensal, trimestral, semestral e anual de construção das suas metas em sua empresa. Esteja você no mundo das vendas consultivas e de maior complexidade (B2B) ou no mundo das vendas no varejo (B2C), todas as dicas, provocações e insights aqui presentes são muito aderentes e relevantes para você e para sua empresa.

Como sempre, ficarei muito honrado mesmo com seus comentários, críticas, sugestões e compartilhamentos com amigos e líderes que possam deste episódio do PPV Show se beneficiarem, onde divido algumas pitadas de tudo o que fazemos nos Treinamentos de Vendas em algumas das maiores e melhores empresas do Brasil e do mundo. Aliás, fica aqui também o convite para você se inscrever no PPV Show que já está disponível no SpotifySoundcloud e Apple Podcasts.

Boas vendas e boas metas para você!

José Ricardo Noronha | www.josericardonoronha.com.br | www.paixaoporvendas.com.br

vendas consultivas de alta performance

Em Vendas Consultivas de Alta Performance, relacionamento NÃO é tudo

Outro dia, uma grande amiga minha me ligou para pedir algumas orientações sobre vendas consultivas de alta performance.

Aliás, antes de seguirmos adiante neste provocativo artigo, convém aqui dar as linhas gerais das vendas complexas: geralmente são vendas entre empresas (B2B), têm valores bastante elevados e contam com múltiplos “stakeholders” ou pessoas que, direta ou indiretamente, participam do processo de tomada de decisão.

Voltemos à minha amiga. Já utilizando uma das técnicas mais poderosas no mundo das Vendas B2B, eu fiz algumas perguntas abertas. As questões me permitiram entender o que ela procurava exatamente.

Foi quando ela me contou que estava à frente da remodelação de toda a estratégia de treinamento de uma grande empresa brasileira, que tem capital aberto na Bolsa de Valores e que, dentre as importantes áreas a serem “visitadas” neste profundo trabalho de consultoria que ela lá desenvolvia, estava a área de vendas.

Confesso que fiquei muito lisonjeado mesmo com a ligação desta grande amiga. Eu a considero uma das maiores especialistas em educação corporativa do Brasil. Durante boa parte da sua vida, ela liderou a área de Treinamento & Desenvolvimento de uma das maiores empresas brasileiras e globais.

O orgulho se deveu também a ela ter dito que vê em mim e no Paixão por Vendas como as grandes referências em Vendas Complexas no Brasil. O ego infla e o coração transborda!

Vendas Consultivas de Alta Performance: principais mudanças

Assim que entendi o que buscavam, compartilhei algumas importantes mudanças do mundo da Vendas B2B de maior complexidade.

No mundo VUCA (Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo) que vivemos, os clientes estão cada vez mais exigentes, bem informados, repletos de boas opções à sua frente e, por vezes, mais desconfiados. O que, não por acaso, justifica o crescimento acelerado da chamada “compra por consenso”, que, por sua vez, se justifica em virtude de estratégias cada vez mais refinadas de “compliance” e de mitigação de riscos.

Por outro lado, nos mais diversos mercados e indústrias, os grandes “players” e competidores estão ficando cada vez melhores e com ofertas de produtos, serviços e soluções cada vez mais similares aos olhos dos seus clientes e mercados-alvo, o que justifica o fenômeno da comoditização. Isso faz com que, muitas vezes, entremos na famigerada e perigosa “guerra de preços”. Exatamente pelo fato dos clientes não enxergarem os reais diferenciais competitivos em nossos produtos e serviços.

Mesmo diante de tamanhas mudanças, os profissionais e líderes de vendas ainda têm se mostrado distantes deste “novo” cenário. Isso ocorre muito em virtude de não terem acompanhado essas modificações com a celeridade necessária.

E esta evolução definitivamente se dá através do incremento do seu repertório de técnicas, habilidades, conhecimentos, comportamentos e atitudes de vendas, o que faz com que as equipes de Treinamento & Desenvolvimento das empresas se vejam ainda mais desafiadas em prover o apoio necessário a este crucial processo de remodelação do treinamento de vendas.

Vendas Consultivas de Alta Performance: metodologias e ferramentas

A conversa evoluiu em torno da concordância dos pontos acima. Todas se mostraram ainda mais animadas em entender quais são as metodologias e ferramentas mais modernas.

Foi quando eu disse a elas que, especialmente no mundo das Vendas B2B, ficamos muito tempo sem uma pesquisa profunda depois do – ainda incrível – SPIN Selling. Ele foi lançado quase já nos anos 90, período em que também se falou bastante sobre o excelente “Solution Selling”.

Eis que, há aproximadamente uma década, surge o “Challenger Sale”. Ele tem, por gênese, uma empresa de consultoria americana chamada CEB – Corporate Executive Board. Ela foi depois incorporada pela gigante Gartner. Já tive a oportunidade, inclusive, de participar de treinamentos e de conversar pessoalmente com os autores do livro: Brent Adamson e Matt Dixon, que são dois caras incríveis.

Vendas Consultivas de Alta Performance: três pontos importantes destacados no livro The Challenger Sale

E do que trata exatamente esta obra prima, que é o “The Challenger Sale”?

Em linhas gerais, o livro, literalmente, nos tira do lugar ao apresentar alguns dados marcantes. Selecionei três aqui para dividir com você:

Desafiar o ‘status quo’ supera o relacionamento: a despeito da crença instalada, especialmente no Brasil, de que relacionamento é o elemento mais essencial para o sucesso no mundo das vendas consultivas de alta performance, o livro, que se baseia em uma extensa pesquisa, demonstra, de forma inequívoca, que os campeões de vendas B2B são os que “desafiam” o “status quo” dos seus clientes.

Piores e melhores performances: dos 5 perfis de vendedores identificados na pesquisa – trabalhador árduo, lobo solitário, solucionador reativo de problemas, construtor de relacionamentos e desafiador -, qual deles você acredita que pior performa? Para a nossa surpresa, são os construtores de relacionamentos. Isso tanto em vendas de menor complexidade e menor valor, quanto e, especialmente, nas vendas mais complexas e de maior valor.

E os que melhor performam? Os desafiadores. Eles sabem educar seus clientes. Customizam suas abordagens de vendas diante de diferentes “stakeholders” E, ainda, assumem o maior controle da venda desde o início.

Experiência de venda: os processos de conquista de novos clientes e também do crescimento da lealdade dos clientes já existentes, se sustentam muito mais na “experiência de vendas” (53%), do que no impacto e reputação da marca (19%), dos atributos do produto ou serviço e seu delivery (19%) e da tão polêmica relação entre preço e valor (9%).

Vendas Consultivas de Alta Performance: conclusão

Terminamos a conversa com a equipe toda desta minha grande amiga empolgada. Elas se atualizaram, em um mundo onde tão pouca gente tem se debruçado com seriedade sobre os elementos mais essenciais à construção de um time campeão de vendas B2B, o que, inclusive, é uma gigantesca oportunidade para a sua empresa!

Como é que é, Zé? Oportunidade? Sim, ao se aprofundar nas modernas e comprovadas técnicas e boas práticas de Vendas Consultivas do mundo, você sairá na frente dos seus concorrentes!

Digo isso com muita convicção. Temos inúmeros clientes, de diferentes setores, que têm colhido resultados espetaculares, logo após estes treinamentos transformadores. Eles unem as mais reconhecidas metodologias de vendas consultivas com as boas práticas dos campeões de vendas e a sempre fundamental paixão por vendas. Sem ela, sejamos sinceros, nada acontece, não é mesmo?!

Espero que você reflita se sua empresa não tem perdido oportunidades de vendas. E questione, também, se vocês ainda não têm dado ênfase excessiva à mera construção de relacionamentos. Algo que, como agora você já sabe, não necessariamente gera grandes resultados.

Como sempre, ficarei muito feliz e honrado com seus comentários, insights, indagações, críticas e observações.

Boas Vendas Desafiadoras para você e sua Equipe!\

Autor:

José Ricardo Noronha

É vendedor, palestrante, professor, escritor, consultor e fundador da Paixão por Vendas. Tem como sonho e missão transformar a carreira e a vida de milhares de profissionais e os resultados de vendas de empresas, por meio do compartilhamento de lições, experiências, dicas e da sua própria história de superação pessoal.

Formou-se em Direito pela PUC/SP e tem MBA Executivo Internacional pela FIA/USP. Possui especialização em Marketing, Empreendedorismo, Empreendedorismo Social e Vendas pela Vanderbilt University (Owen Graduate School of Management). É professor nos Programas de MBA da FIA e do Programa de Educação Continuada do Corretor de Imóveis do CRECI/SP.

Escreveu os livros “Vendedores Vencedores” e “Vendas. Como eu faço?”, que contam com a participação de experts como Gustavo Cerbasi, Robert Wong, Eugenio Mussak, Raul e James Hunter, entre outros. É considerado um dos 5 maiores palestrantes e professores de vendas do Brasil.

Conheça nossas soluções: Parceria Anual Palestras


Acompanhe-me nas redes sociais: Facebook | LinkedIn | Twitter | Instagram | YouTube

Cadastre-se para receber materiais grátis em seu e-mail: www.josericardonoronha.com.br

Conheça a minha consultoria e as soluções que oferecemos: Paixão por Vendas

E-mail da minha equipe comercial: vendas@paixaoporvendas.com.br

Confira a incrível solução em EAD: Universidade das Vendas

Purpose written on desert road

Propósito: você e sua empresa tem um bem definido?

Nestes tempos mais desafiadores e de elevadíssima competitividade, não basta mais apenas vender produtos e serviços com o foco de maximizar os lucros. É preciso ir além! É preciso ir muito além!

Pego inclusive emprestado um insight incrível do Larry Fink, CEO da gigante global de investimentos BlackRock: “As expectativas do público de sua empresa nunca foram tão grandes. Toda empresa deve não só fornecer uma boa performance financeira, mas também mostrar como isso resulta em uma contribuição positiva para a sociedade. Sem um senso de propósito, nenhuma empresa, pública ou privada, pode atingir todo o seu potencial.”

E especialmente no mundo das Vendas Consultivas de Alta Performance e de maior complexidade, revisitar o Propósito de existência das empresas nunca foi tão essencial quanto agora, pois ao final do dia o mais importante diferencial competitivo das empresas que é a sua “Gente” precisa estar inspirada, motivada e com um aguçado senso de propósito que os impulsione a oferecer experiências incríveis aos seus clientes.

Na Paixão por Vendas e na PPVLaw, somos movidos por um propósito visceral. Conheça-o um pouco mais neste rápido vídeo:

E conte sempre conosco para vender mais, melhor e com muito mais Propósito!

Obrigado pelo carinho e confiança de sempre!

José Ricardo Noronha e EquipeConheça nossas soluções!


Acompanhe-me nas redes sociais: Linkedin | Site | YouTube | Facebook | Blog | Spotify | Soundcloud | Apple Podcasts

Cadastre-se para receber materiais grátis em seu e-mail: www.josericardonoronha.com.br

Conheça a minha consultoria e as soluções que oferecemos: Paixão por Vendas

E-mail da minha equipe comercial: vendas@paixaoporvendas.com.br

Confira a incrível solução em EAD em um Curso 100% Gratuito: Universidade das Vendas

Conheça a PPV Law que se dedica exclusivamente ao Mercado Jurídico: PPV Law

insights de vendas

Insights de vendas: Sales & Marketing Conference Gartner 2018

Acabo de voltar do Sales & Marketing Conference Gartner 2018 repleto de insights de vendas. Trata-se do maior e mais importante Evento de Vendas e Marketing para Vendas B2B do mundo!

Compartilho com você algumas dicas sensacionais que colhi lá em Las Vegas.

#1: Estamos prontos para brilhar?

O comportamento de compra dos nossos clientes mudou e a pergunta mais importante que precisamos fazer em nossas empresas é a seguinte: nossos profissionais e líderes de vendas estão prontos para brilhar diante deste novo cenário?

#2: Vender Valor

Entregar valor em cada uma das nossas conversas com nossos clientes não é mais um diferencial competitivo. É uma questão de sobrevivência no mundo das vendas de alta complexidade.

#3: Compra por Consenso

O número de pessoas que participa dos processos de tomada de decisão de projetos de maior importância (elevados valores e maior complexidade) no mundo das Vendas B2B não para de aumentar. Diante disso, não temos outro caminho a não ser incrementar nossa capacidade de se relacionar e de impactar muito mais gente!

#4: Facilidade de Compra

A capacidade de crescer e expandir os relacionamentos que temos com nossos clientes está intimamente ligada à facilidade de compra que estes clientes têm em seus processos de compra conosco. Portanto, é chegada a hora de questionar: é fácil ou difícil comprar de você e da sua empresa?

#5: Informação é o novo “ouro”

No mundo incrivelmente competitivo que vivemos hoje tão ou até mais importante que a qualidade das conversas que temos com nossos clientes é a qualidade das informações que compartilhamos com eles e que os auxiliem em seus processos internos de tomada de decisão. Foco na informação de qualidade!

#6: Linear

Eis aqui um adjetivo que NÃO mais caracteriza o processo de compras dos nossos clientes. O processo de compra, especialmente nas vendas de maior complexidade, será cada vez menos linear. E isso gera uma necessidade urgente de investir ainda mais tempo, energia e recursos. Tudo isso para bem entender o processo de compra de cada um dos nossos clientes. Sem isso, continuaremos a navegar no escuro!

#7: Comoditização

Um dos maiores “inimigos” a serem combatidos no mundo das vendas consultivas de alta performance. E como fazer isso? Ao vender valor, ao educar o cliente e ao trazer à mesa informações que sejam de fato relevantes às reais necessidades e aos reais desafios enfrentados pelos nossos clientes!

Mais 5 insights de vendas

#8: Senso de Urgência

Este é um dos insights de vendas mais incríveis. Ele está relacionado a como impulsionar o processo de tomada de decisão dos nossos clientes. E é, definitivamente, mais uma pergunta para o grupo de “perguntas de 1 milhão de dólares” e que deve impulsionar as discussões, reuniões e treinamentos de vendas em nossas organizações. Se você não tem criado e fomentado o senso de urgência dos seus clientes e potenciais clientes, talvez o seu concorrente esteja fazendo isso!

#9: Prospecção em Clientes Novos e Existentes

Dos três maiores desafios de vendas apontados por líderes de vendas, dois estão relacionados ao crescimento das vendas. O maior desafio apontado é conquistar novos clientes. E o terceiro (depois de conquistar e reter talentos que é o 2º) é reter e crescer as vendas dentro dos clientes já existentes. Para que tudo isso aconteça, é fundamental investir em estratégias e ações práticas que permitam liberar mais tempo dos nossos profissionais para prospectar.

E por prospecção, entenda-se conquistar novos clientes e também conquistar novas vendas nos clientes já existentes utilizando os vários meios e mídias que temos hoje à nossa disposição.

E você, tem de forma disciplinada investido mais tempo em atividades de prospecção?

#10: Cuidado com as mensagens de vendas ineficazes

Mensagens genéricas que acabem ignoradas. Mensagens que não geram senso de urgência. Mensagens que não são customizadas às necessidades e desafios dos clientes.
Três exemplos claros de mensagens ineficazes.

E quando não nos comunicamos de forma eficaz com nossos clientes, por mais incríveis que sejam nossos produtos, serviços e soluções é muito difícil mesmo impactá-los a ponto de evitarmos a tão temida comoditização que tanto nos tem afligido.

E você, o que tem feito para incrementar a eficácia de suas mensagens de vendas?

Gostou desses insights de vendas? Aproveite para compartilhar e acesse também as dicas sobre marketing e atendimento e encantamento de clientes.

Boas vendas!

Você Vai Continuar
Torrando Dinheiro com
Treinamentos e Palestras?

Baixe agora o eBook rápido de alto impacto com
5 dicas preciosas para não torrar dinheiro com
treinamentos desconectados da sua realidade.

Você está a UM PASSO de baixar
seu exemplar do eBook!

Deixe seu nome e seu melhor e-mail
para receber o link de download.