Skip to main content
vendas consultivas

Vendas consultivas de alta performance: prepare-se para negociar (bem!)

No mundo cada vez mais complexo e competitivo das vendas consultivas de alta performance não basta mais apenas persuadir e influenciar diferentes stakeholders. É preciso também saber posicionar os benefícios, características e atributos dos produtos, serviços e soluções que temos em nossas empresas.

Tão ou até mais importante que tudo isso é se preparar bem para negociar. E neste cenário desafiador, as conversas com nossos clientes e futuros parceiros têm se tornado cada vez mais difíceis. Muito em virtude da acelerada comoditização que aflige empresas de todos os portes e setores e também do nosso baixo domínio em torno das mais eficazes técnicas de negociação durante as vendas consultivas.

Para te ajudar nesta tão crucial tarefa e que tanto impacta o seu sucesso cotidiano em suas negociações, eu selecionei um dos eixos centrais deste fascinante livro que se chama “Difficult Conversations”. Publicado pela Penguin Books, a obra foi escrita por alguns dos mais renomados professores do Projeto de Negociação de Harvard. Foi lá inclusive, onde fiz minha especialização em Negociação. O livro faz parte das minhas mais fortes recomendações de leitura no meu Treinamento de Negociação Avançada.

Conheça meu treinamento de Negociação Avançada!

Este eixo central é o da “metodologia das 3 conversas” que eu me aventuro a resumi-los logo abaixo. A ideia é compartilhar com você dicas preciosas para transformar cada um deles em elementos práticos para aumentar sensivelmente a sua performance em suas negociações.

Entenda como a metodologia das 3 conversas pode ajudar nas vendas consultivas

1. A conversa “o que aconteceu”: geralmente é aqui que concentramos a maior parte do tempo: nas conversas mais difíceis. Ao direcionar nossos esforços e energia sobre quem está certo, errado ou quem deve ser culpado, por isso ou por aquilo. Quando fazemos isso, deixamos de lado a tão necessária busca da construção de uma negociação que seja de fato razoavelmente satisfatória a todas as partes. Isso acontece muito em virtude de bloquearmos nossa capacidade criativa que é negativamente impactada pela nossa emoção. Portanto, busque o quanto puder manter o controle emocional ao “ser duro com o problema e leve com a pessoa”.

Como fazer isso hein, Zé? Busque criar um ambiente de contribuição que lhe permita em conjunto com as outras partes entender a real causa do problema. Procure trabalhar para corrigir o que não está certo e para construir uma negociação que gere benefícios mútuos. Sei que isso parece ser muito fácil na teoria e muito difícil na prática. E verdadeiramente o é. No entanto, é aqui que está um dos maiores e mais importantes segredos dos grandes negociadores.

2. A conversa sobre “sentimentos”: busque sempre entender melhor os seus sentimentos. Faça o que lhe for possível para bem entender os sentimentos da outra parte. Isso te ajudará enormemente a criar uma comunicação ainda mais empática e consequentemente com muito menos atrito. Uma vez mais o controle emocional se faz tão necessário até para que você se coloque de fato no lugar do outro. Entendendo assim quais são os reais interesses escondidos por trás das posições mais aparentes naquela negociação de maior dificuldade.

Como fazer isso hein, Zé? Ao desenvolver uma das mais valiosas, raras e fundamentais competências dos grandes negociadores: ouvir com empatia para bem capturar as posições, interesses e desejos das outras partes. (Vale a dica adicional de leitura do best-seller “Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes” do mestre Stephen Covey).

Aliás, ao ouvir com empatia, você ganhará um elemento extra para suas negociações mais difíceis em vendas consultivas: a capacidade mais aguçada de adotar uma postura muito mais de “solucionadores de problemas” ao invés de partes que se enxergam como “combatentes” em uma mesa de negociação ou em uma “guerra”.

3. A conversa sobre a “identidade”. Esta é conversa mais importante de todas, pois é a aquela que mantemos conosco mesmos acerca das negociações mais difíceis do nosso cotidiano. Lembre-se sempre do nível de complexidade que se passa em sua cabeça em torno de todos os pontos daquela negociação. O mesmo acontecerá de forma igual ou com similar proporção nas cabeças das outras pessoas que participam de cada negociação específica, com especial ênfase àquelas mais difíceis.

Portanto, ao invés de tentar controlar as respostas das outras pessoas, prepare-se bem para as suas próprias reações. Esteja pronto para as mais diversas possibilidades que podem acontecer. E busque acima de tudo trabalhar o tempo todo à procura do pleno entendimento. Este que é a melhor e mais efetiva forma de se construir uma negociação bem-sucedida: através da negociação colaborativa.

Como fazer isso hein, Zé? Pare de pensar somente em você e em sua empresa. Coloque-se o quanto puder do lado do outro. Busque entender que muito além da sua própria perspectiva e da perspectiva da outra parte em uma negociação existe claramente uma terceira perspectiva: aquela que envolve os interesses de todas as partes.

Vamos exemplificar esta chamada terceira perspectiva ou “terceira história”. Na crescente briga entre os ciclistas e os motoristas nas cidades grandes, a terceira história seria a dos urbanistas. Estes profissionais buscam entender os interesses e preocupações de todas as partes para construir algo que seja melhor para todos. Ou seja, pense sempre como um grande mediador que entende bem os interesses, preocupações e frustrações de todas as partes. A partir desta visão mais amplificada é possível construir uma negociação que seja boa para todos.

Espero que todas as dicas acima lhe sejam de grande valia em todas as suas negociações e especialmente naquelas de maior complexidade. Além de ajudar no momento das vendas consultivas. E não nos esqueçamos nunca do precioso ensinamento do genial Benjamin Franklin: “A falha na preparação é a preparação para a falha”.

Tenho certeza que ao final do dia todas as dicas acima só terão eficácia no seu dia a dia se você realmente dedicar um tempo de qualidade para se preparar bem para cada uma das suas mais importantes negociações.

Conte sempre comigo para te ajudar em tudo!

Obrigado pelo carinho e confiança de sempre!

Abraços do amigo vendedor e negociador.

Conheça meu treinamento de Negociação Avançada!


Acompanhe-me nas redes sociais: Facebook | LinkedIn | Twitter | Instagram | YouTube

Cadastre-se para receber materiais grátis em seu e-mail: www.josericardonoronha.com.br

Conheça a minha consultoria e as soluções de palestras e treinamentos: Paixão por Vendas

E-mail da minha equipe comercial: vendas@paixaoporvendas.com.br

Confira a incrível solução em EAD: Universidade das Vendas

 

pontos fortes

Você sabe quais são seus pontos fortes?

Precisamos falar sobre seus pontos fortes. Em minhas andanças pelo Brasil e pelo mundo, tenho tido a incrível oportunidade de compartilhar conhecimentos com milhares de profissionais e líderes de vendas. Muitos deles atuam em incríveis empresas que se dedicam às mais variadas indústrias e aos mais distintos públicos alvo.

E nesta jornada abençoada como Professor e Consultor de tanta gente boa, algo me tem chamado muito a atenção. Refiro-me ao baixíssimo nível de conhecimento das pessoas sobre seus próprios pontos fortes!

Recorro, inclusive, ao genial e inesquecível Peter Drucker na obra prima “Drucker: o homem que inventou a administração” (Editora Campus). “A maioria das pessoas pensa que sabe o que faz de melhor. Normalmente, estão erradas. Na maioria das vezes, as pessoas sabem aquilo em que elas não são boas e, mesmo assim, a maioria está errada. No entanto, uma pessoa só pode ter um desempenho com base em seus pontos fortes. Ninguém depende de seus pontos fracos, muito menos do que simplesmente não é capaz de fazer”, diz um trecho do livro.

Aliás, penso que você aí, que me honra com a sua leitura, vai concordar comigo um aspecto. Especialmente nestes tempos mais desafiadores, complexos e incertos, investir vigorosamente em nossas grandes competências e pontos fortes é tarefa ainda mais fundamental para que, assim, possamos dar uma contribuição ainda mais vigorosa para as empresas que trabalhamos, para os nossos próprios negócios e, ao final do dia, para a própria sociedade.

No entanto, quero aqui reforçar sobre o quão raro é encontrar profissionais que bem conhecem suas grandes competências, habilidades e, principalmente, os seus próprios pontos fortes.

Por isso mesmo, em praticamente todos os meus treinamentos, cursos e aulas de MBA tenho reforçado cada vez mais a importância fundamental do autoconhecimento. Este é um dos mais importantes pilares da construção de empresas e carreiras de alta performance.

Conheça meu treinamento sobre Técnicas de Vendas!

Como descobrir seus pontos fortes

Pegando emprestados alguns dos mais importantes ensinamentos do mestre Jim Collins, em sua obra prima “Empresas feitas para vencer” (Editora HSM), eu sempre digo que este processo de identificação “daquele” ponto forte que realmente nos permitirá que brilhemos em algo tem três etapas:

1a etapa: liste todas suas grandes paixões. Ao fazer isso, busque um ambiente calmo e tranquilo. Permita-se refletir sobre aquelas ações cotidianas que você, ao desenvolvê-las, simplesmente não vê o tempo passar. Nesta lista podem estar, por exemplo: prospectar novos clientes, melhorar a venda do mix de produtos e serviços da minha empresa (“cross selling”), ler bons livros, liderar palestras e cursos, trabalhar na criação de um novo produto ou novo processo etc.

2a etapa: questione-se sobre qual destas grandes paixões você pode efetivamente se destacar. Esta parte do exercício é bastante difícil. Isso porque é a hora em que nos questionamos se podemos ou não ser o melhor naquela atividade específica. A pergunta aqui deve ser a seguinte: Qual das minhas grandes paixões eu posso ser o melhor do mundo?

3a etapa: avalie criticamente se a competência/paixão que você selecionou é valorizada pelo mercado. Pense comigo: de nada adianta ser apaixonado por algo que você até pode ser o melhor do mundo e perceber, ao final do dia, que ninguém (empresas e sociedade) vê valor naquela competência específica.

Para facilitar a sua compreensão eu recorro à fábula do Porco Espinho e da Raposa. Pare e pense: quantas estratégias a raposa tem para pegar o porco espinho? Muitas, não é mesmo? Agora me diga: quantas estratégias o porco espinho tem para se defender? Ora, apenas uma, que é exatamente o espinho.

Portanto, não descanse enquanto não descobrir qual é o espinho da sua vida, o ponto forte que você vai investir de forma incansável. É ele que vai te permitir se destacar dos seus tantos concorrentes em seu mercado de atuação.

Eu preciso e vou lhe reforçar: este é um exercício de incrível aplicabilidade e que pode (e efetivamente vai!) impactar positivamente a sua carreira e, principalmente, a sua vida! Pode acreditar neste seu amigo vendedor!

Outra dica preciosa que quero aqui compartilhar é que você adquira o excelente livro “Descubra seus Pontos Fortes”. Trata-se de uma obra publicada aqui no Brasil pela Editora Sextante e que deixa claro que o caminho do tão sonhado “sucesso” passa necessariamente pelo investimento em nossos pontos fortes, e não como comumente fazemos ao focar em nossos pontos fracos.

Neste instigante livro, os autores Marcus Buckingham e Don Clifton disponibilizam um link para um teste online. Ele vai lhe apontar os seus 5 talentos dominantes.

Eu já fiz e refiz o teste e garanto: os resultados são de arrepiar em virtude da sua precisão! E, além dos resultados, você terá acesso a relatórios detalhados com dicas e conselhos preciosos sobre como bem trabalhar cada um dos seus talentos para que eles impulsionem ainda mais sua carreira.

Portanto, você tem agora à sua disposição dois mecanismos realmente incríveis para investir em seus pontos fortes!

Faça isso e veja suas vendas crescerem, sua motivação explodir e sua carreira acelerar de forma exponencial!

Um grande abraço!

José Ricardo Noronha


Acompanhe-me nas redes sociais: Facebook | LinkedIn | Twitter | Instagram | YouTube

Cadastre-se para receber materiais grátis em seu e-mail: www.josericardonoronha.com.br

Conheça a minha consultoria e as soluções de palestras e treinamentos: Paixão por Vendas

E-mail da minha equipe comercial: vendas@paixaoporvendas.com.br

Confira a incrível solução em EAD: Universidade das Vendas

Copy Key Showing Copies Duplicate Or Replicate

Qual é o limite entre a admiração e o plágio?

Tenho percebido já há algum tempo que alguns “profissionais” têm se apropriado de frases ou postagens inteiras minhas nas redes sociais para promoverem seus próprios serviços. Confesso que em um primeiro momento fiquei na dúvida se não deveria considerar isso como uma forma de admiração pelas minhas ideias, livros e pelo trabalho de consultoria em vendas que tenho realizado no Brasil todo.
No entanto, depois de prestar mais atenção e de ser alertado por muitos amigos meus, vi que estes mesmos profissionais sequer curtiam e/ou comentavam postagens minhas.
Diante disso percebi que estava diante de casos clássicos de plágio de “profissionais” que simplesmente se apropriam de ideias alheias para se promoverem. Faziam e fazem isso sem citar o autor e dar os créditos necessários a quem de fato escreveu aquele texto, artigo ou postagem.
Quem me conhece bem, sabe que sou um leitor “voraz” e que em meus treinamentos, aulas de MBA e palestras procuro sempre dar o devido crédito a inúmeros autores (alguns deles grandes amigos e concorrentes meus) que têm obras, ideias e insights realmente incríveis. Admiração é isso! Dar crédito a quem de direito!
Já o plágio é coisa de quem esquece que a ética em quaisquer coisas que nos propusermos a fazer em nossas vidas é o eixo absolutamente central de tudo!
Gostou da ideia, insight ou texto bacana de alguém? Dê o devido crédito! Assim todos ganham: você que propagou uma ideia bacana, o/a autor/a que teve seu trabalho reconhecido e principalmente quem recebeu e se beneficiou do texto!
#ficaadica #paixãoporvendas #universidadedasvendas #ética #propósito #verdade
tres-dicas-para-vender-mais

Vendas Consultivas: como vender mais e com melhores margens?

Vendas Consultivas é, definitivamente, um dos maiores desafios de todas as empresas. E isso vale também profissionais que se dedicam ao cada vez mais complexo mundo das vendas mais complexas.

Para te ajudar, eu e meu amigo e parceiro Raul Candeloro criamos um curso realmente espetacular. O treinamento está 100% conectado ao cotidiano de quem atua neste segmento.

O “VCAP: Vendas Consultivas de Alta Performance” tem gerado resultados realmente incríveis para muita gente e para muitas empresas no Brasil inteiro.

Clique no vídeo abaixo e surpreenda-se com este curso. Ele te ajudará a brilhar em Vendas Consultivas!

Treinamento presencial de Vendas Consultivas

O tema “Vendas Consultivas” é um dos que ofereço através de capacitação presencial. Para contar com este conteúdo aí em sua empresa, entre em contato com minha equipe.

Tenho certeza que muito em breve estaremos juntos! Será um orgulho e uma honra!


Acompanhe-me nas redes sociais: Facebook | LinkedIn | Twitter | Instagram | YouTube

Cadastre-se para receber materiais grátis em seu e-mail: www.josericardonoronha.com.br

Conheça a minha consultoria e as soluções de palestras e treinamentos: Paixão por Vendas

E-mail da minha equipe comercial: vendas@paixaoporvendas.com.br

Confira a incrível solução em EAD: Universidade das Vendas

Um grande abraço e boas vendas!

José Ricardo Noronha

equipe

Vendas em queda!! E você precisa treinar seus profissionais e líderes de vendas com baixo investimento?

Conheça e se surpreenda com a Universidade das Vendas: uma plataforma realmente incrível e que agora já conta com quase 20 cursos e mais de 100 horas de conteúdo de altíssimo nível, alto impacto, sem enrolação e 100% conectado aos desafios enfrentados pelos seus profissionais no cada vez mais desafiador cotidiano de vendas.

Assista ao vídeo e entre em contato com minha equipe ainda hoje! Você irá se surpreender!!

Obrigado desde já pelo carinho e confiança! E vamos arrebentar nas vendas!!

José Ricardo Noronha | www.universidadedasvendas.com.br

Stress Meter On Laptop Showing Panic Attack Or Mental Crisis

Vendas Consultivas: como lidar com os RFPs?

Muita gente mesmo tem me perguntado o que se deve fazer para evitar e/ou gerenciar o crescente aumento dos RFPs no mundo das vendas consultivas. Um “fenômeno” que tem gerado muito stress no mundo corporativo!

Diante disso, decidi gravar um vídeo com dicas muito legais mesmo. São 10 minutos que valem por dezenas de horas de estudo sobre este tópico tão essencial a todos os profissionais de Vendas B2B:

Confira, comente, curta e compartilhe!

Boas Vendas!

José Ricardo Noronha | www.universidadedasvendas.com.br

A arte das boas perguntas para negociar e vender mais e melhor

Venda Mais Maio 2014 II
A maior e mais importante revista de Vendas e Marketing do Brasil, a Revista VendaMais, está realmente sensacional em sua edição de Maio. Vários artigos de grandes especialistas para ajudar todos nós vendedores. No meu artigo, dou dicas práticas e poderosas para negociar melhor. Clique aqui para ler o artigo. Curta e compartilhe com seus amigos vendedores.

Sucesso e boas vendas!!! E um grande abraço do seu amigo vendedor, 

José Ricardo Noronha

6e07be5b1abcc6c91f8a67f38904f79e

Vender é ajudar! Vender é servir!

Por mais incrível que possa parecer, o final do ano se aproxima. E com ele e para muitos de nós, chega a temporada mais movimentada e mais sensacional de vendas para todos nós vendedores apaixonados, certo? Mais ou menos!

Penso que todos nós que militamos no fascinante mundo das vendas concordaremos que o final de ano representa para muitos uma fase recheada de vendas e enormes desafios. No entanto, a parte da frase que hoje eu quero desenvolver com você amigo(a) leitor(a) neste artigo é sobre os “vendedores apaixonados” e sobre a tão necessária reflexão de quais são ao final do dia o objetivo e a missão da nossa existência neste mundo.

Muitos de nós “caímos em vendas” por acaso, certo? Eu mesmo digo que, quando jovem, não tinha por objetivo profissional e sonho pessoal trabalhar e desenvolver carreira como vendedor. “Caí em vendas” absolutamente por acaso e muito mais motivado pela necessidade de prover uma vida digna à minha família em tempos de grande dificuldade àquela época do que em virtude de um interesse explícito em me tornar vendedor profissional. A diferença para mim e talvez para você também é que eu literalmente me apaixonei por vendas e desde então percebi o quão fundamental é se ter Paixão por Vendas.

E é exatamente em virtude da profusão de vendedores que nunca desejaram se profissionalizar e que “estão vendedores” ao invés de “serem vendedores”, que a área de vendas ainda é uma área estigmatizada e a profissão “vendedor” tão marginalizada. Aliás, tenho por convicção que Vendas é uma área tão ou até mais complexa que outras tantas áreas como medicina, engenharia, administração, economia, psicologia e direito dentre tantas outras. E é em virtude da não existência de cursos superiores que formem Vendedores, que a tarefa de buscar e organizar os conhecimentos, técnicas e competências necessárias para se tornar um profissional de alta performance em vendas é tão árdua.

Para se ter sucesso em qualquer área na vida, é fundamental que se tenha uma enorme e visível Paixão por aquilo que se faz. E se tem algo que faz toda a diferença no cada vez mais profissional e exigente mundo das vendas, que requer de todos nós não apenas muita motivação mas também novos comportamentos, habilidades, competências e atitudes que nos permitam vender mais e melhor que os nossos concorrentes, este algo mais se chama Paixão. Paixão pelas nossas empresas! Paixão pelos nossos produtos e serviços! Paixão pelas nossas equipes! Paixão por Vendas!!

Não por acaso, eu costumo dizer em todas as minhas palestras, cursos, workshops e artigos que os melhores vendedores são aqueles que sempre colocam os desejos, necessidades, expectativas, anseios e sonhos dos seus clientes acima dos seus e que quanto mais eles “ajudarem” seus clientes na resolução de seus problemas e na realização dos seus sonhos, maior será sua remuneração e muito maior será a sua satisfação pessoal exatamente por trabalhar de forma tão apaixonada e focada em torno de um grande propósito e de uma missão tão nobre de existência que é a de servir aos nossos clientes e à sociedade como um todo. Digo também que se por um acaso esta “lógica” estiver invertida, ou seja, se você e sua empresa estiverem ganhando muito dinheiro mas ajudando muito pouco seus clientes, que este relacionamento tende a não se perenizar e se sustentar ao longo do tempo, o que faz com as chances de sucesso no longo prazo sejam infinitamente menores.

E só consegue colocar as necessidades e sonhos dos clientes acima dos seus os vendedores apaixonados e comprometidos com o sucesso do cliente. Apaixonados por fazer suas empresas brilharem cada vez mais. Apaixonados por fazer a diferença na vida dos seus clientes. Apaixonados por serem as pontes que conectam os desejos e necessidades da sociedade com os produtos e serviços que vendem. Apaixonados por ajudar e servir clientes, empresas e a sociedade como um todo!!

Sim, meu querido amigo vendedor e minha querida amiga vendedora, hoje os consumidores (sejam eles pessoas físicas ou jurídicas) estão em busca de experiências de compra singulares e pautadas pelo desejo genuíno e legítimo de seus fornecedores em os ajudarem na resolução de seus problemas e na realização de seus grandes sonhos. Todos buscam vendedores que realmente fazem a diferença. Todos estão em busca de vendedores que os ajudem e os sirvam literalmente o tempo todo.

Portanto, minha dica de ouro para que você tenha ainda mais sucesso em suas vendas e principalmente na sua vida é: Vender é Ajudar! Vender é Servir! E quanto mais você for apaixonado por ajudar e servir seus clientes, mais sucesso terá não apenas neste final de 2013, mas em todos os anos pela frente que devem ser sempre marcados por uma postura proativa e humilde de buscar novos conhecimentos, habilidades e atitudes (como o meu querido amigo Raul Candeloro diz: CHA das Vendas) o tempo todo e aplicá-los imediatamente para fazer com que o seu negócio, as suas vendas, o seu bolso e a sua vida sejam impulsionados pelo seu claro e genuíno desejo de fazer a diferença positiva no mundo.

Nossa missão diante do mundo é absolutamente clara: é ajudar e servir nossos clientes! Façamos isso com muita preparação, proatividade, positividade, profundo conhecimento do nosso mercado e das necessidades dos clientes que servimos e acima de tudo muita Paixão!!! Paixão por Ajudar e Servir nossos clientes!! Paixão por Vendas!!

Que seu final de 2013 e o seu 2014 sejam sempre repletos de muita Paixão em tudo o que fizer!! Boas Vendas!!!

Um grande abraço do amigo vendedor,

José Ricardo Noronha

Palestras e Cursos Memoráveis: Entre em contato com minha equipe: (11) 3434.6488 – vendas@paixaoporvendas.com.br

134046810

10 dicas para um e-mail Nota 10

E-mail

O e-mail é hoje um instrumento de comunicação que faz parte das nossas vidas. É até difícil imaginar como conseguimos viver tanto tempo sem ele (para as gerações mais recentes Y e Z, eles nem sequer imaginam que o e-mail não existia)!

E para te ajudar a aumentar a eficácia e as taxas de resposta aos seus e-mails, eu compartilho 10 dicas muito legais e poderosas que tenho certeza lhe serão de grande valia:

  1. Pense antes de escrever: seja o mais cuidadoso(a) que puder especialmente com a linguagem aplicada e releia o e-mail antes de enviá-lo
  2. Assunto atraente: personalize, seja criativo e evite termos “spam
  3. Seja simples e objetivo: concisão é o nome do jogo aqui, valendo lembrar que todos estão tão ou mais ocupados que você
  4. Crie empatia ao citar tópicos de interesse específicos do cliente
  5. Revise os tópicos discutidos previamente: isso é especialmente aplicável aos relacionamentos já existentes
  6. Cite casos de sucesso: especialmente se você busca a atenção do destinatário para algo que você vende
  7. Envie os anexos apropriados e os evite o quanto puder quando não forem realmente necessários
  8. Seja claro em relação aos próximos passos
  9. Monitore o sucesso dos seus e-mails em um sistema ERP ou softwares que permitam o tracking (monitoramento das suas mensagens)
  10. Responda prontamente aos seus e-mails: isso mostra respeito, competência e agilidade (componentes que podem estar em falta nos seus concorrentes)

E mais uma “Dica de Ouro” para a boa comunicação: lembre-se que o e-mail é apenas um dos muitos instrumentos que temos à nossa disposição para incrementar nossos relacionamentos com clientes, fornecedores, líderes, liderados e amigos. É crucial combinar a boa utilização do e-mail com outros instrumentos igualmente poderosos como as ligações telefônicas, reuniões e os imprescindíveis bate papos formais e informais.

Sucesso para você em todas as comunicações virtuais e reais com seus clientes, amigos, fornecedores, líderes, liderados e amigos!

Um grande abraço do amigo vendedor,

José Ricardo Noronha

Palestras e Cursos Memoráveis: Entre em contato com minha equipe: (11) 3434.6488 –vendas@paixaoporvendas.com.br

bus_leader

Confiança: um ativo que nunca para de se valorizar

Por mais incrível que possa parecer, o final do ano já se aproxima e com ele vem sempre aquele momento gostoso de reflexão sobre tudo o que já realizamos e sobre tudo aquilo ainda sonhamos em realizar. E é sobre realização e confiança que eu quero hoje falar com você!

Inúmeros estudos comprovam que o sucesso, a vitalidade e a felicidade estão diretamente relacionados com o nível de confiança de confiança em nossos relacionamentos, sejam eles profissionais e pessoais. A confiança, quando presente em tudo o que fazemos, cria um circulo virtuoso onde tudo flui melhor e todos ganham. No mundo dos negócios, nas vendas e na vida em geral, duas premissas são absolutamente essenciais e fundamentais. A primeira: pessoas compram de pessoas e se relacionam com pessoas. A segunda:  as pessoas compram e se relacionam com quem elas confiam. Portanto, quando nos transformamos em profissionais de confiança, os relacionamentos e os negócios tendem a crescer de forma substancial e fortemente baseados na credibilidade conquistada junto aos nossos amigos, familiares, clientes, fornecedores e nos mercados em que atuamos.

O grande problema é que vivemos em uma Era marcada por um ambiente de baixíssima confiança. Vivemos uma crise de confiança que tem impacto negativo no nosso bem estar econômico e na qualidade de vida em geral. Pessoas não confiam em pessoas. Pessoas não confiam nos seus líderes. Empresas não confiam em seus profissionais. Enfim, ninguém confia em ninguém! Confiar que deveria ser a regra prevalecente, transformou-se em exceção. Especialmente no mercado imobiliário, deparamo-nos quase que diariamente com empresas que não cumprem suas obrigações e promessas diante dos clientes que muitas vezes veem a realização do sonho da casa própria se transformar em um grande pesadelo. Confiamos em pouquíssimas pessoas e em raras empresas.

E é sobre uma destas raras empresas que quero hoje falar com você. Falo da Congesa, que nos seus mais de 20 anos de atividades em Indaiatuba sempre se pautou pelos mais rigorosos padrões de atendimento e carinho aos seus clientes construindo sempre uma relação pautada por muita confiança. Empreendimentos sempre entregues no prazo ou antes do prazo prometido, aqui valendo destaque ao maravilhoso empreendimento Pátio Andaluz que foi entregue antes do prazo e seguindo à risca todo o memorial descritivo. Uma equipe que trabalha unida em torno de um grande ideal que é ajudar você e sua família a transformar em real o sonho da casa própria. Uma empresa que tem como seu lema de se existência: Confiança que se constrói!

Aliás, vale lembrar e recomendar aqui o excelente livro “A Velocidade da Confiança” de Stephen M.R. Covey publicado no Brasil pela Editora Elsevier, que diz que quão maior é a confiança nos relacionamentos, maior é a velocidade com que as coisas acontecem e menor é o custo e que quão menor é a confiança, menor é a velocidade e maior o custo. O quadro abaixo ajuda a entender melhor a lógica que nos é brilhantemente explicada por Stephen M.R. Covey e que permeia todo o trabalho do livro.

Confiança

Quando se há um elevado nível de confiança nos relacionamentos, as pessoas são capazes de se comunicar com maior rapidez, de colaborar melhor, de inovar mais e de fazer negócios de forma muito mais acelerada e de maneira muito mais eficiente. E assim tem sido a história da Congesa! Sempre investindo em confiança, a Empresa tem conseguido criar empreendimentos que tem mudado positivamente a vida de muita gente que investiu, acreditou e confiou em uma parceira sólida para ajudá-las.

Portanto, aproveite este final de ano para fazer uma profunda reflexão sobre como anda a confiança em cada um dos seus relacionamentos e faça o que puder para aumentá-la ainda mais, pois como já disse acima, a confiança ajuda em tudo e todos só tem a ganhar. Prova disso é o seu relacionamento de enorme confiança com a Congesa que com muito orgulho tem ajudado você e outras milhares de famílias de Indaiatuba e Região na realização do sonho da casa própria.

Invista sempre em confiança, pois Confiança é um ativo que nunca para de se valorizar!

Que o final do ano de 2013 e todo o ano de 2014 sejam marcados por muita paz, saúde, alegrias, realizações e confiança! Esta deve ser a combinação do sucesso que eu e todos os amigos da Congesa desejamos a todos vocês!

Um grande abraço!

José Ricardo Noronha

Você Vai Continuar
Torrando Dinheiro com
Treinamentos e Palestras?

Baixe agora o eBook rápido de alto impacto com
5 dicas preciosas para não torrar dinheiro com
treinamentos desconectados da sua realidade.

Você está a UM PASSO de baixar
seu exemplar do eBook!

Deixe seu nome e seu melhor e-mail
para receber o link de download.